Comic-Con San Diego, Séries de TV e Cinema A cobertura da Comic-Con feita por um brasileiro para brasileiros e muito mais!
  • scissors
    October 22nd, 2011Edu TeixeiraSéries

    Whitney_NBC_460x614Pessoalmente achei “Whitney”, uma das novas comédias da NBC nessa temporada, bem engraçada, porém entendo que ela não é o tipo de sitcom que vira unanimidade. Longe disso.
    Para começar, a série é nitidamente uma tentativa de transpor o humor stand-up da protagonista Whitney Cummmings para a telinha. Muitas das piadas são faladas como um show de comédia desse tipo e não como em um diálogo cotidiano. Isso incomoda um pouco, mas quando a piada é boa isso acaba se dissipando no riso. Falando em Cummings (que também produz a boa “2 Broke Girls” da CBS), ela é um pouco “alta demais”, ou seja, fala em um volume acima do normal o que pode deixar algumas pessoas, incluindo esse escriba, desconfortáveis. Também dá para perceber que o material fonte teve que ser diluído. Provavelmente o humor fio da navalha da protagonista ficaria mais a vontade em um canal a cabo.
    “Whitney” vai contra a moda atual e não é filmada com apenas uma câmera e faz questão de avisar que é filmada com público presente, uma raridade atualmente na NBC. Não sei se a primeira foi uma boa escolha. Talvez o humor de Cummings se adaptasse melhor ao novo veículo com somente uma câmera.
    Um clichê que o show não evitou foi a ação centrada em três casais de amigos. Desde que “Friends” celebrizou esse formato, toda hora pipoca uma comédia com essa base. Poderia ser evitado. Dentre os coadjuvantes, destaque absoluto para o ótimo “escada” Chris D’Elia (“Live Nudity Comedy”) que faz Alex, o namorado de Whitney e para o humor seco e sarcástico de Rhea Seehorn (“Franklin & Bash”) que interpreta a amiga Roxanne.
    Whitney” estreou logo após a volta de “The Office” e não fez feio, principalmente na faixa etária que mais importa. Das pessoas entre 18 e 49 anos, 4.15 milhões (3,2) viram a série ( 6.71 milhões no total). Embora tenha ficado apenas no 3º lugar, a série se saiu melhor ( 46% no demo e 34% no total) do que “Community”  na temporada passada no mesmo horário.
    Até o 4º episódio, a série viu sua audiência despencar para 2.54 milhões entre os telespectadores entre 18 e 49 anos e 4.25 milhões no total, mas isso não impediu a NBC de garantir temporada completa para o show. Um senhor voto de confiança que alguns analistas apontam como erro.
    E  você? Gostou? Comente!

    Posts Relacionados:

    Tags: ,