Comic-Con San Diego, Séries de TV e Cinema A cobertura da Comic-Con feita por um brasileiro para brasileiros e muito mais!
  • scissors
    September 9th, 2011Edu TeixeiraSéries

    The Playboy Club”, o novo drama da NBC, já causa controvérsia antes mesmo de seu primeiro episódio ir ao ar.

    Uma comissão de direitos das mulheres de San Francisco publicou uma resolução praticamente implorando para a NBC e suas afiliadas a substituírem a série por algum programa que valorize as conquistas das mulheres. A organização é financiada pelo governo e se dedica a assegurar iguais oportunidades econômicas, sociais, políticas e educacionais para as mulheres de San Francisco.

    O texto publicado no fim de Agosto diz que a série “representa um grande passo atrás para as mulheres que lutaram tanto para conquistar ambientes igualitários de trabalho, na comunidade e em seus lares”.

    A presidente da Comissão Kay Gulbengay admite não ter visto qualquer episódio do seriado, apenas comerciais. Mesmo assim ela acredita que ele não respeita os direitos civis das mulheres. “Colocar isso na TV é um insulto ao legado das mulheres”, disse Gulbengay.

    Esse é apenas o mais recente ataque ao show que conta a vida das famosas coelhinhas Playboy, assim como de seus clientes no primeiro Clube Playboy nos anos 60. Outras reclamações já haviam partido do Conselho dos Pais Para a Televisão, de Gloria Steinem, uma famosa advogada das causas feministas e de uma afiliada da NBC de Salt Lake City (Utah), que se recusa a exibir a série que estréia nos Estados Unidos no dia 22 de Setembro.

    Essas iniciativas são no mínimo ridículas e no máximo imbecis. Qualquer série ambientada no passado certamente irá mostrar comportamentos que hoje são considerados errados ou até ilegais. Não que seus criadores, produtores e elenco concorde com essas idéias, digamos, ultrapassadas.

    Não é por que os ideias nazistas sejam indefensáveis  hoje, que filmes e séries sobre o tema ou ambientados na 2ª Guerra Mundial não possam ser produzidos. Não é por que a escravidão é algo abjeto que produções mostrando escravos tenham que ser banidas  da TV e do Cinema. Se “The Playboy Club” não deve ser exibida, que a multipremiada “Mad Men” (AMC) seja proibida para sempre e seus criadores apedrejados em praça pública. Nela, as mulheres sofrem todo tipo de preconceito (algo normal para a época) e todos fumam como se isso melhorasse a saúde.

    Enfim, senhoras feministas, deixem de procurar pêlo em ovo e vão arrumar uma trouxa de roupa para lavar….oooops….brincadeirinha!

    Posts Relacionados:

    Tags: , ,
  • scissors
    May 4th, 2011Edu TeixeiraSéries

    Anson Mount

    No primeiro trailer do novo drama “Hell on Wheels” dá para reconhecer o padrão de qualidade que vem marcando as produções do canal AMC. Depois de visitar o mercado publicitário norte-americano dos anos 60 em “Mad Men” e o mundo pós-apocalíptico em “The Walking Dead”, chegou a vez de o AMC nos levar ao desbravamento do oeste americano no século XIX.

    Em “Hell on Wheels”, a busca por vingança, leva o ex-soldado confederado Cullen Bohannan (Anson Mount) ao coração da construção da primeira ferrovia transcontinental americana, a Union Pacific. O drama também mostrará as dificuldades enfrentadas pelos imigrantes e pelos recém-emancipados negros, tendo a ganância e corrupção que cercam a grandiosa obra como pano de fundo.

    Os principais nomes do elenco são os de Colm Meney (Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine), o rapper Common (Hurricane: O Furacão) e Anson Mount (Em Seu Lugar).

    Mais detalhes em breve.

    Posts Relacionados:

    Tags: , , ,