Comic-Con San Diego, Séries de TV e Cinema A cobertura da Comic-Con feita por um brasileiro para brasileiros e muito mais!
  • scissors
    December 2nd, 2010Edu TeixeiraFilmes, Séries

    Clique para ampliar

    Séries de canais a cabo, como “Dexter”, “The Walking Dead” e “Boardwalk Empire”, continuam sendo alvos óbvios de piratas, mas foram as séries de canais abertos que lideraram a lista das mais baixadas na semana passada. Curiosamente, duas séries bem ameaçadas de cancelamento estão entre as três líderes: “Chuck” e “The Event”.

    Baixo séries há anos, por morar no Brasil e não suportar esperar pelos novos episódios. No levantamento, não há dados de quantos estrangeiros (não norte-americanos) baixaram essas séries, porém fica claro que a percepção é que o download dentro dos EUA está prejudicando muito algumas delas.

    Segue a lista das 10 séries mais baixadas no “The Pirate Bay”:

    1. Chuck
    2. Gossip Girl
    3. The Event
    4. Dexter
    5. 90210
    6. Lie to Me
    7. The Walking Dead
    8. Boardwalk Empire
    9. Lost Girl
    10. True Blood

    Clique para ampliar

    Dispicable Me”(Meu Malvado Favorito) foi o filme mais pirateado em sites torrent na semana passada. O lançamento do DVD nos EUA está previsto para 14 de Dezembro. Ele empurrou “Inception” (A Origem) – líder na semana anterior – para o segundo lugar.

    Segue a lista dos 10 filmes mais pirateados segundo o TorrentFreak:

    1. Despicable Me
    2. Inception
    3. Easy A
    4. Harry Potter and the Deathly Hallows
    5. The Sorcerer’s Apprentice
    6. The Social Network
    7. Takers
    8. Scott Pilgrim vs. the World
    9. Dinner for Schmucks
    10. Shrek Forever After

    Posts Relacionados:

    Tags: , , , , , ,
  • scissors
    October 11th, 2010Edu TeixeiraDiversos

    Finalizando a série sobre BitTorrent (parte 1 e parte 2), é hora de tratarmos de uma das coisas mais legais oferecidas por alguns clientes BT, o download programável usando RSS (Really Simple Syndication). Siga os passos abaixo para automatizar os downloads de suas séries favoritas usando o uTorrent:

    1. Clique no ícone RSS na barra de ferramentas

      Ou selecione usando o menu como na figura abaixo.

    2. Use os dados abaixo para preencher as opções da caixa de diálogo e depois clique em OK.
    3. Com a opção Descrição Personalizada (Custom Alias) você pode dar o nome que quiser ao “feed”. Esse será o nome usado na lista lateral de “feeds”.
    4. Não mude a opção de Assinatura (Subscription) a não ser que você queira baixar tudo que for publicado. Não acho que esse seja o seu caso.
    5. Agora seus “feeds” aparecerão na barra lateral como na figura abaixo. Com o botão direito do mouse, você pode edita-los se quiser. As cores indicarão o status deles: ativo e funcional (laranja), parado (vermelho), etc. Para ver a lista de conteúdo disponível, basta clicar no ícone do “feed” com o botão esquerdo do mouse.
    6. Para aumentar as chances das suas séries aparecerem, em caso de um “feed” estar fora do ar, adicione mais de um “feed”. Use o mesmo método ensinado até agora para incluir mais “feeds”. Dois exemplos são:EZRSS – EZTV : http://ezrss.it/feed/BT-CHAT – EZTV: http://www.bt-chat.com/rss.php?mode=cg&group=3&cat=9Vários sites BT oferecem “feed” RSS. Escolha os que mais se encaixarem com o seu perfil.
    7. Clique Ctrl+R ou escolha no menu: Opções (Options) / Descarregador RSS (RSS Downloader). Aqui criamos os filtros que agirão em conjunto com os “feeds”para automatizar seus downloads. Crie um filtro para cada série que você assiste regularmente.
    8. Abaixo está a caixa de diálogo que você usará para fazer isso.
    9. Clique no botão Adicionar (Add), e no painel esquerdo renomeie o filtro usando o nome da série. Por exemplo: Lost.
    10. Em Filtro, coloque o nome da série usando sempre “?” entre palavras e “*” no fim. Por exemplo: lost* , Desperate?Housewives*, The?Big?Bang?Theory*, etc. O programa nao diferencia maiúsculas e minúsculas. O uTorrent tem um ótimo algoritimo de reconhecimento das características dos arquivos (nome, tipo de arquivo, número do episódio, etc.)
    11. Infelizmente o uTorrent ainda não tem a opção de um filtro de exclusão que deixe de fora dos downloads arquivos com formato que não queremos. Por isso, temos que incluir exclusões para cada série. Use o campo NÃO (NOT) para isso. O exemplo ao lado é o filtro que uso para baixar os arquivos AVI de 350 mb: *AC3*|*HR*|*264*|*720*
    12. Em Salvar (Save in), escolha a pasta na qual os arquivos serão salvos.
    13. Em Feed, aconselho usar todos.
    14. Em Qualidade (Quality), eu uso somente HDTV, mas você pode escolher outros tipos se quiser, ou até mesmo todos.
    15. Em Número do episódio (Episode Number) você pode programar o download automático de todos os episódios de uma temporada. É assim que eu faço: 1×01-25, 2×01-25, 3×01-25, e assim por diante, dependendo da temporada que a série está.
    16. Embora a figura acima mostre outras opções marcadas, eu sugiro marcar apenas “filtro ep. inteligente” (smart ep. filter).
    17. Bem, agora que o primeiro filtro está pronto, você pode usá-lo para fazer os filtros das demais séries.
    18. Selecione o filtro que você acabou de fazer e clique em Adicionar (Add) no menu esquerdo. Note que um novo filtro foi criado contendo as mesmas opções do original. Modifique ele conforme sua necessidade e repita o processo para todas as séries que você assiste.
    19. Pronto.

    Bem, é isso. Chega de tecnicidades. Nos próximos posts eu volto ao assunto de hábito: séries e mais séries.

    Posts Relacionados:

    Tags:
  • scissors
    October 7th, 2010Edu TeixeiraDiversos

    Dando continuidade ao post anterior, vou tentar ajudar a quem ainda não conhece o BT e quer conhecer. A seguir vou responder algumas perguntas bastante comuns a respeito do assunto.

    O que é BitTorrent?

    BitTorrent é um protocolo de distribuição descentralizada de arquivos. Em essência, isso quer dizer que ao mesmo tempo em que você está baixando um arquivo, você também está subindo o mesmo para outras pessoas. Para usá-lo, é necessário ter um cliente BT. O cliente oficial criado por Bram Coehn (o mesmo inventor do protocolo) é chamado,…..suspense….,BitTottent.

    De onde eu baixo esse cliente?

    Você pode baixá-lo clicando aqui, ou você pode baixar o cliente que eu uso e recomendo, o uTorrent, clicando aqui.

    Como eu instalo o cliente?

    Não poderia ser mais fácil. Depois de baixar o arquivo de instalação, basta executá-lo, aceitando todos os parâmetros padrões.

    Já instalei, e agora?

    Bem, agora é começar a baixar. E você pode baixar de tudo: seriados, filmes, músicas, imagens, quadrinhos, livros, e até programas. Eu realmente não recomendo baixar programas. Eles são a única forma de se transmitir vírus via BT e se você não sabe exatamente o que está fazendo, recomendo deixar os programas de lado.

    Como as séries de TV são o foco principal do blog, deixo dois sites BT que você tem que ter nos seus favoritos:

    O www.eztv.it é especializado em séries. Os links aparecem na mesma noite que a série passa e o arquivo de episódios antigos é enorme.

    O www.isotorrent.com é um mecanismo de busca de torrents. Ele varre vários sites BT e te deixa iniciar o download diretamente do resultado da pesquisa.

    Quer mais? Tente o Google. 😉

    Por quê alguns downloads de arquivos grandes demoram a começar?

    O cliente BT irá sempre se certificar existe espaço em disco para acomodar o arquivo que está sendo baixado. Por isso, ele perde um tempinho reservando esse espaço, antes de efetivamente iniciar o download.

    O arquivo já aparece no meu computador, mas o download continua. Por quê?

    Veja a pergunta anterior. O arquivo só está realmente completo se o cliente o mostrar a transferência atingido 100%

    Posso interromper um download e depois continuar de onde parei?

    Sim. Inicie o download como na primeira vez e escolha a pasta onde está o arquivo ainda incompleto. O cliente então irá verificar se o arquivo parcial não apresenta nenhum problema e continuará o download exatamente do ponto que parou.

    Como posso ter certeza que o arquivo baixado não está corrompido?

    Seu cliente ao mesmo tempo em que baixa o arquivo, verifica suas partes usando um protocolo criptográfico de segurança (SHA1). Por isso, quando o download acaba, temos certeza que o arquivo está perfeito, igualzinho ao original.

    Por que devo deixar o cliente aberto depois de completar meu download?

    Como falei, o BitTorrent funciona como um mutirão. Por isso, todos precisam ajudar. É considerado uma boa prática deixar seu cliente rodando mesmo depois de terminar todos os downloads. Se todos fecharem os clientes, não haverá mais seeds, ou seja, pessoas que possuem o arquivo completo para outros baixarem. Não seja somente um leecher, ou seja, um sanguessuga. Existem sites BT que controlam a taxa relativa entre downloads e uploads e você acaba banido caso não tenha um coeficiente próximo de 1 (baixa tanto quanto sobe).

    Como faço para regular a velocidade dos “uploads”?

    Os clientes mencionados anteriormente permitem ajuste da velocidade de upload. No entanto, fazer esse ajuste faz pouco sentido, pois os clientes determinam a velocidade de download pela velocidade que você envia. Se você não enviar nada, sua velocidade será baixíssima.

    O BitTorrent é seguro?

    Totalmente. Ele somente sobe o que você está baixando. Ele não tem acesso às suas pastas e arquivos privados e, portanto, não os compartilha com ninguém.

    O BitTorrent funciona através de firewalls ou Roteadores (NAT)?

    Sim, mas ele não funciona à plena capacidade. Quanto mais pessoas puderem se conectar a você, melhor. O BT não tem uma porta de comunicação padrão. Você mesmo pode escolhê-la. É aconselhável usar portas acima da porta 50000. As portas mais usadas no início (6881-6890) hoje fazem parte de listas negras de todos os clientes e redes, portanto não as use.

    Os clientes geralmente fazem as modificações necessárias no firewall do Windows e nos roteadores com UpNP (Universal Plug and Play), mas caso você precise fazer a configuração manualmente no seu roteador, procure a opção port forwarding (encaminhamento de porta) e crie uma regra encaminhando a porta BT escolhida para o IP de sua máquina. Muito complicado? Bem, o Google está aí para isso mesmo. 😉

    O que é traffic shaping e como faço para evitá-lo?

    Muitas operadoras de banda larga (para não dizer todas) do Brasil e do exterior aplicam o chamado Traffic shaping, uma técnica que consiste em monitorar o tráfego da rede, priorizando a transferência de dados para navegação e não para serviços de VOIP, P2P (Emule, Torrent, etc) e FTP.

    Então vamos tentar “camuflar” o programa uTorrent para que não seja detectado pela operadora e seu limite de velocidade:

    1) Abra o uTorrent

    2) Clique em opções e depois em preferências

    3) Em controle de banda, modifique os seguintes parâmetros:

    Número máximo de conexões: 900

    Número máximo de peers conectados por torrent: 500

    Número de slots para upload por torrent: 25

    4) Em BitTorrent, deixe marcado todas as opções, MENOS “permitir conexões não criptografadas”. Em “Encriptação do Protocolo” deixe marcado como FORÇADO. Isso fará com que os pacotes de dados sejam criptografados, burlando o “traffic shapping”.

    5) Em avançado, procure por “net.max_halfopen” e altere o valor para 60

    Pronto. Quando a Net começou a me atrapalhar, foi assim que resolvi.

    É possível programar o uTorrent para baixar séries automáticamente?

    Sim. E é lindo! Depois de programado, basta deixar o programa rodando e assim que o novo episódio da sua série favorita pintar na rede, ele começa a fazer o download para você. Como programar? Bem, isso fica para o próximo post. Até lá.

    Posts Relacionados:

    Tags:
  • scissors
    October 6th, 2010Edu TeixeiraDiversos

    Baixo séries desde 2001, o que me faz um vovô nesse quesito. Usei vários métodos, alguns deles já mortos: WinMX, KaZaa, eMule, DC++, e muitos outros. Mesmo com alguns desses programas representando sérios riscos à segurança do meu computador, eu ia me virando e vendo meus seriados. Tudo mudou quando um amigo me apresentou o BitTorrent e o site Suprnova (assim mesmo, sem o “E”). O download era rápido e  o risco de vírus infinitamente menor.

    Bram Cohen, o criador do BT

    Com o tempo, os Torrents foram se popularizando e obviamente a indústria tomou conhecimento, não demorando a apontar suas armas contra a novidade. O Suprnova foi processado e morto. Outros tantos sites sofreram a mesma perseguição, incluindo  seu sucessor, o Mininova, que ainda está no ar, mas que agora só oferece links para conteúdo não protegido por direitos autorais.

    A grande sacada  do BT (para os íntimos) é que os sites não hospedam os arquivos em si, e sim apenas links facilitadores. A idéia é criar um grande mutirão de troca de arquivos. Hoje, o número de sites de BT é incalculável e é virtualmente impossível exterminar todos eles. O The Pirate Bay, talvez o mais famoso dos ativos, resiste bravamente aos processos judiciais e permanece no ar.

    Recentemente descobri, sem querer, que muita gente que baixa séries não usa o BT no Brasil. Um colega de faculdade chegou a me dizer que era lento…e isso não me saiu da cabeça. Lento? De forma alguma. O BT tem potencial para esgotar a capacidade de banda que temos contratada. Fui um pouco mais fundo na questão e descobri outro problema. Em se tratando de séries, o padrão adotado em sites bt é de arquivos AVI (com compressão Divx). Em tempos de vacas raquíticas, muita gente tem conexão de internet “banda-não-muito-larga” e opta por baixar arquivos RMVB que têm maior compressão e menor qualidade. Baixei um desses arquivos para testar e a pouca qualidade de imagem e som me incomodou demais. E olha que eu nem baixo os arquivos AVI de alta definição (700mb), optando sempre pelos arquivos “normais” de 350 mb para séries de 45 minutos. Se você, assim como eu, tem banda realmente larga, assiste os arquivos baixados em sua TV e quer ver seu seriado com imagem e som de boa qualidade, recomendo que você migre para o BT e seus arquivos AVI.

    Amanhã, na segunda e última parte, eu vou tentar montar um tutorial de uso do protocolo, incluindo algumas dicas úteis.

    Posts Relacionados:

    Tags:
  • scissors
    August 25th, 2010Edu TeixeiraDiversos

    Playstation 3 Slim

    Não sou contratado da Sony, não tenho patrocínio e tampouco já ganhei sequer um brinde da gigante japonesa, mas como fã de seriados e cinéfilo de longa data, resolvi fazer um texto sobre esse aparelho maravilhoso que, finalmente, está para ser lançado oficialmente no Brasil.

    Muitos já sabem, mas outros por não terem o hábito de jogar video games, podem desconhecer o fato que o PS3 é muito mais do que um console para jogos de última geração. Ele é também um tocador blue-ray, tem saída HDMI (som e imagem em alta definição) e o melhor de tudo, serve como media center. Se você, assim como eu, baixa muitas séries, o PS3 é definitivamente um ítem que precisa estar na sua lista de compras.

    O PS3 é capaz de reproduzir na sua televisão músicas, imagens e vídeos que estão armazenados no disco rígido do seu computador, via rede (com ou sem fio). Há mais de dois anos não vejo seriados de outra forma. E ainda é possível colocar legendas. Infelizmente, o PS3 ainda não lê arquivos de legendas externos aos arquivos de vídeo, mas com a ajuda de um programinha gratuito, rápido e eficiente, chamado AviAddSubs, podemos embutir a legenda no arquivo principal e o PS3 faz o resto. O ainda em negrito se deve ao fato de que a Sony atualiza o firmware (o sistema operacional do bicho) de tempos em tempos, e como não é de hoje que existe o clamor dos usuários para que o PS3 passe a ler arquivos externos de legendas, isso pode acontecer a qualquer momento.

    O PS3 é capaz de reproduzir arquivos DIVX que são exatamente aqueles que baixamos via Bittorrent e ainda é capaz de “tocar” vários outros formatos (MKV, MPEG, MP4, etc.).  Isso sem falar de músicas em MP3 e imagens em JPEG. Quer mais? Ele ainda é um video game de última geração. Não é demais?

    Por conta do domínio de jogos piratas para Playstation 2 no mercado brasileiro e como aqui, quase todos os consoles de PS2 foram desbloqueados com o uso de um chip não aprovado pela Sony, esta sempre nos olhou com cara de poucos amigos. O PS3 já está há anos no mercado mundial e só agora a Sony finalmente irá se render ao fato de que somos um mercado que merece atenção, mas não esperem preços razoáveis. Citando os altos impostos brasileiros, a Sony prevê que o console seja vendido aqui por um valor acima de R$ 1.500,00. No entanto, existem  outras opções.

    No Mercado Livre é possível encontrar o aparelho por cerca de R$ 1.000,00. Se você vai viajar ou tem alguem conhecido que possa trazê-lo, o modelo com HD de 120 Gb custa US$ 299,00 nos Estados Unidos, ou seja, menos de R$ 600,00. No Duty Free do aeroporto de Buenos Aires tá saindo por US$ 500,00. Nos dois casos de importação, o valor fica dentro da cota imposta pela Receita Federal nos aeroportos brasileiros.

    Se você se interessar em saber mais detalhes de como funciona a conexão entre o PS3 e o computador que aramazena as midias, basta fazer um comentário neste post e eu tentarei ajudar.

    Posts Relacionados:

    Tags: , ,