Comic-Con San Diego, Séries de TV e Cinema A cobertura da Comic-Con feita por um brasileiro para brasileiros e muito mais!
  • “Homeland” é até agora a melhor das novas séries

    2
    scissors
    October 19th, 2011Edu TeixeiraSéries

    HomelandposterÉ um tanto injusto comparar séries de redes abertas com séries de canais a cabo. As séries da TV aberta precisam obedecer a regras mais rígidas e grandes audiências na TV fechada não dariam nem para o começo nas grandes redes. O problema é que não há como escapar dessa armadilha. Mal ou bem, elas competem entre si por audiência.

    O cada vez mais competitivo mercado de séries a cabo acaba de ganhar mais uma série de peso. “Homeland”, novo drama do Showtime é simplesmente imperdível. Baseada em “Hatufim”, uma série israelense também conhecida como “Prisioner of War”, a série é centrada na descoberta (por acaso) e resgate de um soldado americano preso pela Al-Qaeda há oito anos. Ele é recebido como herói de guerra, com o governo americano procurando capitalizar tudo que pode com sua imagem.

    A única pessoa que não compra a história oficial é a analista da CIA Carrie Mathison (Clare Danes de “Mod Squad”). Para não estragar a surpresa, não direi o motivo que Carrie tem para desconfiar do Sargento Nicholas Brody (Damian Lewis de “Life”). Só posso dizer que a razão é muito boa. Ela acredita que ele é um traidor e que planeja um ataque terrorista em solo americano, nos moldes de 11/9. A única pessoa da CIA que sabe das suspeitas e tenta ajudar Mathison a provar sua teoria é seu mentor, o veterano agente Saul Berenson (Mandy Patinken de “Criminal Minds”).

    A produção é de primeira linha e as atuações – em especial a de Clare Danes – são dignas de prêmios. Não me surpreenderei em nada se “Homeland” abocanhar várias indicações ao Globo de Ouro e, posteriormente, ao Emmy. Outro destaque entre do elenco é a atriz brasileira de nascença Morena Baccarin (“V”). De tudo que a vi fazer, esse é de longe seu melhor trabalho. A trama é asfixiante e é praticamente impossível não querer ver como o quebra-cabeças será montado.

    O episódio de estreia atraiu 1.08 milhões de telespectadores no total, tornando-se a maior estreia do Showtime desde “Dead Like Me” (outra série com Mandy Patinkin) em 2003. Juntando as reprises e exibições on demand, a audiência sobe para 2.78 milhões.

    E você? Gostou? Comente!

    Posts Relacionados:

    Tags: ,