Comic-Con San Diego, Séries de TV e Cinema A cobertura da Comic-Con feita por um brasileiro para brasileiros e muito mais!
  • Comic-Con 2011: O painel de “Supernatural”

    0
    scissors
    August 27th, 2011Edu TeixeiraComic-Con, Séries

    Jensen Ackles

    E enfim chegou a hora de escrever sobre do meu último painel na Comic-Con 2011. O painel de “Supernatural” (CW) foi um dos mais legais que assisti em 2010 e não esperava nada diferente esse ano.

    Jensen Ackles foi o primeiro a entrar no palco do Hall H. Ele foi saudado entusiasticamente. Até homens gritavam. Algo que eu não tinha visto até então em 4 dias de painéis. Depois de algum tempo sorrindo, ele fiz em tom de Dean Winchester: “Tá bom. Calem a boca!”. Ele inicia os trabalhos apresentando um sneak peek do episódio 3 da 7ª temporada, o qual ele dirige.

    Depois da apresentação do vídeo, o moderador Eric Goldman (IGN.com) apresentou oficialmente os participantes do painel na ordem: Sera Gamble (Produtora Executiva), Jensen Ackles (Dean Winchester), Jared Padalecki (Sam Winchester), Jim Beaver (Bobby Singer), Mark Sheppard (“Crowley”), Misha Collins (Castiel) e Ben Edlund (Produtor Executivo). Vale notar que no ano passado, Sheppard estava na Comic-Con vendendo autógrafos, mas não participou do painel.

    Seguem minhas anotações feitas durante o painel:

    • O moderadopergunta para Ackles como foi dirigir pela 2ª vez. Ackles: “Foi mais difícil. O que é um pouco estranho. Eu tinha mais conhecimento do que no ano passado, quando a ignorância me ajudou a me preocupar menos. Eu tive que atuar mais nesse episódio, do que no que eu dirigi ano passado e isso foi um desafio. E também, trabalhar com ele (Padalecki) sempre é um desafio.
    • Goldman começa a usar algumas perguntas enviadas por fãs pelo Twitter. Ele pergunta se Jared Padalecki se comportou direito ao ser dirigido por Ackles. Padalecki começa a responder “É claro que não”, mas é interrompido pelos gritos das fãs. Ele pede para elas gritarem mais e é atendido. Ele diz: “Aqui em cima tá com cheiro de Robert Pattinson. Ele usou minha cadeira?” e finalmente responde a pergunta: “Eu acho que me comportei. Ele foi bonzinho comigo e eu retribuí”. Ackles: “Felizmente eu não precisei dirigi-lo muito. Ninguém precisa dizer a esse cara como ser o Sam”.

      Jared Padalecki

    • O moderador diz que Castiel sempre foi um personagem adorável e pergunta a Collins sobre a sua reação ao saber das mudanças em seu personagem. Collins: “Na verdade, como ator, eu estava surpreso por ninguém ter escrito ainda um papel de Deus para mim em toda minha carreira”. Essa foi muito boa. Ele continua: “Quando a Sera (Gamble) me conheceu melhor, incluiu isso na história e coube direitinho. Vocês não podem ver o que estou vendo no verso da placa com meu nome, mas diz que pode haver menores de 18 anos na plateia, então não poderei falar o que eu pensei, mas era hilário”. O público grita pedindo para ele dizer assim mesmo.
    • Goldman: “Sera, qual o papel de Castiel nessa temporada que irá começar?”. Gamble: “Me perguntam isso o tempo todo. Gostaríamos de contar tudo sobre ele, pois adoramos o Misha e o Castiel tanto quanto todo mundo, mas não podemos dizer nada. Assistam os primeiros episódios”.
    • O moderador pergunta para Jim Beaver se está tudo bem entre Bobby e Sam, depois que Sam tentou mata-lo na temporada passada. Beaver: “Está tudo bem entre Bobby, Sam e Dean, mas entre Jim, Jared e Jensen é outra história. Prefiro não entrar nesse assunto agora”. Assim como no ano passado, nenhuma resposta séria  nesse painel.
    • Goldman: “Mark (Sheppard), parecia que o Crowley tinha tudo bem planejado, mas o Castiel o traiu. O que ele está fazendo agora? Curando as feridas ou já tá pronto para se vingar?”. Sheppard: “ Eu vou estar na 7ª temporada?”. Ele comemora depois que Sera Gamble diz sim com a cabeça: “YESSSSSSS!”.

      Mark Sheppard

    • O moderador muda a pergunta, já que os atores não irão responder nada sobre o que vai acontecer na série: “O que você gostaria que acontecesse com Crowley”. Sheppard: “Que ele desistisse de Supernatural e fizessem um spin-off. Seria uma sitcom chamada Oh Crwoley! Teria música e dança. Teria salsa”
    • Gamble: “Ele tá despistando, mas sabe o que vai acontecer”. Sheppard: “Antes da Comic-Con você fala para não dizermos nada, aí chega aqui e fala isso”.
    • O moderador pergunta para Edlund se teremos mais episódios nos moldes de “The French Mistake” que usou metalinguagem. Edlund: “Sim. Oh Crowley seria um bom começo. Tem muita coisa que podemos fazer, mas vai ser difícil superar o uso dos nomes reais dos atores. Depois preciso falar com a Sera sobre um episódio que eles embarcam em uma nave espacial”.
    • O moderador pergunta se saberemos mais do ano que Sam não se lembra. Padalecki: “Sim, saberemos mais agora que o muro caiu. Pelo que li, ele se sente estranho, fora de forma. Veremos o que mete medo nos garotos Winchester. O Misha sem camisa nos mete medo”. Collins: “Você está confundindo medo com inveja”. Boa!
    • O moderador pede para Ackles falar sobre o que Dean teve que sacrificar e como será seu futuro. Ackles: “Por mais duro que tenha sido, dizer adeus a Ben e Lisa, essa era a coisa certa a fazer. Ele é um caçador e sempre será um. A cena do adeus foi muito difícil de fazer. Agora o Dean tem maiores desafios pela frente”.

      Misha Collins

    • Gamble: “O fato de Deus ter desaparecido afetou Castiel demais. Deus saiu para comprar cigarros e nunca mais voltou. Agora Castiel é Deus. Como seria se seu pai sumisse e você ficasse no lugar dele, achando que ele fez um péssimo trabalho?”. Boa pergunta. Collins: “Esse realmente é um grande desafio. É algo que me assusta um pouco”.
    • O moderador brinca que todos eles já tiveram uma cena de morte na série. Padalecki: “Uma cena de morte? Acho que foram 6!”. Ackles: “Eu morri umas 40 vezes em um só episódio”. Fato.
    • O moderador pergunta Sera Gamble liga para os atores para avisar que a morte não é definitiva. Gamble: “Na verdade eu ligo. Acho que uma de minhas das funções como produtora é avisar – quando um ator recebe um roteiro com a sua morte – que em Supernatural a morte não tem o mesmo significado que tem em outros shows”. Padalecki: “Como em Glee? Falei alto demais?”. Gamble: “Jared e Jensen sabem que não precisam se preocupar, mas os outros…”. Padalecki: “Você sabe quantas vezes o Jenson chorou no meu ombro?”.
    • O moderador avisa para formarem a fila para as perguntas do público.
    • Goldman pergunta por que os irmãos brigam tanto. Ackles: “Acho que a implicância entre os irmãos sempre foi parte do show. Ele e eu fazemos isso naturalmente. O mais difícil para mim foi fazer isso quando o Sam estava sem alma e não era a mesma pessoa. Eu não podia fazer o vinha fazendo nas 5 temporadas até então”. Padalecki diz que as brigas dos irmãos são as suas cenas favoritas de fazer.

      Jim Beaver

    • O moderador pergunta se Bobby encontrará o amor. Padalecki: “Ele não beijou o Mark?”. Moderador: “O que foi aquilo? Uma biga de bigodes?”.  Beaver: “De vez em quando pensam sobre isso, mas até agora não tem funcionado. Eu suspeito que ainda não vimos a Xerife Mills pela última vez e que ela está no futuro de Bobby, mas isso é apenas uma suposição minha. Eu apoiaria a ideia. Essa Xerife Mills é gostosa”.
    • O moderador pergunta se algum personagem voltará. Gamble: “A Jo voltará”. Ackles e Padalecki mostram surpresa. Gamble confirma a suspeita de Beaver e diz que a Xerife Mills votará também para um ou dois episódios no mínimo. A Morte também.
    • Começam as perguntas do público. Alguém grita “Eu te amo Misha!”. Ackles: “Boa pergunta. Agora fica quieto!”.
    • Dessa vez farei um filtro severo. Paciência está tendendo ao zero.
    • Fã sugere um episódio com o uso de sinais de linguagem (mudos) e Sheppard faz sinais obscenos com a mão. Gamble e Edlund gostam da ideia. Ackles fala que como atores, eles tentam se expressar mesmo quando não estão falando. Gamble diz que eles dizem muito um ao outro sem abrir a boca. Ackles então sugere um episódio inteiro com Dean e Sam se encarando.
    • Fã pergunta se Ackles tem semelhanças com Dean. Ackles: “A aparência”. Edlund: “A altura”. Ackles: “Na 1ª temporada tínhamos mais semelhanças. Com o passar do tempo, o Dean se transformou em um personagem que não sou eu. Gostamos do mesmo tipo de música. Gostamos de carros antigos e para por aí”. Padalecki: “Os dois tocam guitarra no ar toda vez que tocam Eye of The Tiger”.

      Sera Gamble

    • Alguns fãs realmente confundem atores com personagens. Sério.
    • Uma fã comenta sobre Misha Collins ter sido acusado de ser o Anti-Cristo por um grupo no Twitter. Collins: “Não sei como eles descobriram isso. Tentei manter segredo. Já que descobriram, vou ter que assumir”.
    • Fã pergunta qual a reação de Ackles e Paladecki quando descobriram que a série não acabaria na 5ª temporada como era o plano do criador Eric Kripke. Padalecki: “Honestamente?”. Ackles: “Eu fiquei surprese e orgulhoso com o fato do Sr.Kripke ter mantido a palavra e escrito as 5 temporadas do jeito que ele tinha planejado. Só o fato dele ter 5 temporadas planejadas me impressiona. Se eu escrevesse um piloto, não saberia para onde ir depois. Dito isso, as histórias desses irmãos continuam a evoluir e tem muita coisa a ser contada ainda. Eu tenho total confiança nesses caras (os produtores) e enquanto eles pensarem em novas histórias, a gente continuará a contá-las”. Kripke deixou a produção da série após a 5ª temporada
    • O moderador aproveita para perguntar par Sera Gamble se ela tem um plano de como acabar a série e quando. Ela responde que espera que a série continue cpor muito tempo mas tem um plano para o caso de Supernatural acabar na 7ª temporada”.
    • Última pergunta. Fã pergunta sobre o arsenal na mala do carro de Dean e comenta sobre as estrelas ninja. Acles: “Que tanto usar aquelas estrelas. E o lançador de granadas também. Por que não podemos usar essas coisas?”. Ben Edlund brinca sobre um episódio com ninjas. Ele diz que fará os atores treinarem com as estrelas ninja se eles forem bem, ele escreve algo para que eles as usem.
    • O painel termina com um trailer da série animada (animê) e com erros de gravação da 6ª temporada. Separei esse último para vocês:

    E assim terminou minha cobertura da Comic-Con 2011. Peço desculpas pela demora em organizar o material, mas fazer tudo sozinho –  quando se tem trabalho, faculdade e família – dá nisso. Espero que tenha de alguma forma sido  útil para vocês. Para mim, no fim das contas, foi muito legal e um grande aprendizado.

    Posts Relacionados:

    Tags: ,